[Entrevista de Cacilda da Costa (Dona Sinhá)] at.


Áudio e Disco





O acervo do MIS está disponível apenas para consulta local gratuita. O usuário é o único e exclusivo responsável pelo respeito aos direitos autorais, personalíssimos e conexos das obras pesquisadas. É vedada a reprodução de obras originais ou cópias, no todo ou em parte, de qualquer forma e para qualquer finalidade, em conformidade com a Lei 9.610 de 19.02.1998


Para reprodução de qualquer obra, original ou cópia, em quaisquer meios e mídias e para quaisquer fins, e para solicitação de empréstimos, o interessado deverá seguir os procedimentos estabelecidos pela Política de Acervo do Museu. Para informações sobre empréstimo, reprodução e demais usos, entre em contato com a equipe do CEMIS através do Fale Conosco.



Título:
[Entrevista de Cacilda da Costa (Dona Sinhá)] at.
Tipo:
História oral
Número do Item: Número de Registro:
00039CPD00003AD 112.1C
Uso e acesso:
Acesso restrito
Coleção:
00039CPD - Carnaval Paulistano
Autoridades: Classificação:
Cacilda da Costa (D. Sinhá) Entrevistado(a)
Olga Von SimsonEntrevistador(a)
Ciro Ferreira FaroEntrevistador(a)
Carlos Alberto PereiraTécnico de som
Marco Antônio FelixTécnico de som
Paulo Pereira BarbosaFotografia
Local de Produção:
São Paulo - São Paulo - Brasil
Data de Produção:
15/04/1981
Local de gravação:
Museu da Imagem e do Som de São Paulo - São Paulo - Brasil
Suporte/Formato:
Fita cassete
Pistas: Canais:
- 2
Duração:
1h 29min 18s
Idioma:
Português

Descrição:

Cacilda da Costa, conhecida como Dona Sinhá, nasceu em 1917, na Bela Vista; conta que frequentou grupo escolar até o terceiro ano e que começou a trabalhar muito cedo; fala sobre o carnaval no bairro da Bela Vista.

Destaca que desfilava mesmo grávida e conta sobre as funções ocupadas por mulheres.

Fala sobre o inicio da Vai-vai, a criação dos temas, a organização dos desfiles e pessoas principais; fala sobre a relação com a comunidade italiana da região da Bela Vista.

Fala sobre os desfiles oficiais na Avenida São João; conta sobre a formação de algumas escolas de samba da Liberdade, como Paulistano da Glória; fala sobre o Bloco do Sujo, o mais divertido, segundo a entrevistada; cita outros cordões como Geraldino, Campos Eliseos, Baianas caprichosas, localizados na Barra Funda; fala sobre as comemorações no Parque da Água Branca e no Bexiga.

Diz que conheceu um pouco o carnaval na Paulista.

Fala sobre as reuniões na Vai-vai e a participação de homens e mulheres.

Conta sobre as marchas e primeiros cordões na Lavapés e no Itaim Paulista; fala sobre a escola de samba Camisa Verde; fala sobre a composição e estrutura do desfile.

Seu filho com Inocêncio; fala sobre auxilio da prefeitura no carnaval do Quarto Centenário; fala sobre a transição de cordão de escola de samba.

Destaca diferença na organização dos carnavais ao longo do tempo; destaca o apoio financeiro do governo.

Esclarece o seu pseudônimo como Dona Sinhá; fala sobre as viagens para Pirapora e a relação entre religião e samba.

Olga destaca o papel dos jornais no apoio ao carnaval, mas a entrevistada não se lembra de nenhum tipo de apoio por parte de jornal ou radio.

Pergunta sobre as premiações, mas a entrevistada não lembra.

Fala sobre a participação dos brancos nas escolas de samba; no começo da Vai-vai.

Olga comenta sobre a trajetória da Camisa verde e a participação marcante de pessoas de outros bairros.

Fala sobre os ensaios com integrantes de diversos bairros; comenta sobre o futuro do carnaval; conta sobre as mudanças dos locais dos desfiles e as características de cada local; diz que as pessoas se divertem mais nos blocos.

Olga destaca diversas formas de organizações carnavalescas, mas a entrevistada não se lembra; fala que ia assistir corsos, com fantasia de pierrô.

Citam algumas pessoas que poderiam colaborar com o programa de historia oral e Olga agradece a participação da entrevistada.


Gênero:
Entrevista de História Oral
Descritores:
entrevista; financiamento; carnaval; imigração italiana; escola de samba; cordão carnavalesco
Descritores Geográficos:
Bela Vista - São Paulo - São Paulo - Brasil; Pirapora do Bom Jesus - São Paulo - Brasil
Descritores Onomásticos:
Cacilda da Costa (D. Sinhá) ; Vai-Vai; Escola de Samba Lavapés; Camisa Verde e Branco