[Entrevista de Tizuka Yamazaki parte 1/2] at.


Vídeo





O acervo do MIS está disponível apenas para consulta local gratuita. O usuário é o único e exclusivo responsável pelo respeito aos direitos autorais, personalíssimos e conexos das obras pesquisadas. É vedada a reprodução de obras originais ou cópias, no todo ou em parte, de qualquer forma e para qualquer finalidade, em conformidade com a Lei 9.610 de 19.02.1998


Para reprodução de qualquer obra, original ou cópia, em quaisquer meios e mídias e para quaisquer fins, e para solicitação de empréstimos, o interessado deverá seguir os procedimentos estabelecidos pela Política de Acervo do Museu. Para informações sobre empréstimo, reprodução e demais usos, entre em contato com a equipe do CEMIS através do Fale Conosco.



--Título:
[Entrevista de Tizuka Yamazaki parte 1/2] at.
Número do Item: Número de Registro:
00428MEC00010VD 258
Uso e acesso:
Consulta local sem agendamento
Coleção:
00428MEC - Memória do Cinema
Autoridades: Classificação:
Produção MISProdução
Tizuka YamazakiEntrevistado(a)
Ruth EscobarEntrevistador(a)
Inimá Ferreira SimõesEntrevistador(a)
Teco FrancoCâmera
Marco Antônio FelixTécnico de som
Sônia Maria de FreitasPesquisa
Data de Produção: Data de Lançamento:
22/05/1990 -
Suporte/Formato:
DVD Cópia
Sistema: Cromia:
- Cor
Áudio: Produção:
- Nacional
Idioma: Classificação:
PortuguêsOriginal
Duração
0h 122min 43s

Sinopse/Descrição:

Cineasta. A condição feminina nas atividades profissionais e o decorrente processo de masculinização das profissionais mulheres; heranças e rupturas em relação à sua ascendência oriental. Processo de conscientização em relação à causa feminina e a importância do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher. Realização de "GAIJIN" e a importância desse filme para a estruturação de sua identidade. Perspectivas para o cinema após Plano Collor. Problemática da questão dos filmes autorais. Origem e atividade dos pais. Encontro com o cinema na Universidade de Brasília; primeiro trabalho como técnica de cinema no filme "AMULETO DE OGUM" de Nelson Pereira dos Santos. Formação do CPC (Centro de Produção e Comunicação) em 1977. Influências cinematográficas, particularmente a dos filmes japoneses. Importância da afetividade na relação com a equipe técnica. Momento das "Diretas Já" e o significado de "PÁTRIA AMADA", necessidade de ressonância de sua obra. Desenvolvimento do cinema em contraposição ao obscurecimento do cinema. Relação de trabalho na TV Globo e na TV Manchete.


Gênero:
Entrevista
Descritores:
depoimento; cinema; cineasta; direção cinematográfica; mulher; feminismo; televisão