Festival de Ópera do Theatro da Paz: Carmen / direção Cleber Papa.


Vídeo





O acervo do MIS está disponível apenas para consulta local gratuita. O usuário é o único e exclusivo responsável pelo respeito aos direitos autorais, personalíssimos e conexos das obras pesquisadas. É vedada a reprodução de obras originais ou cópias, no todo ou em parte, de qualquer forma e para qualquer finalidade, em conformidade com a Lei 9.610 de 19.02.1998


Para reprodução de qualquer obra, original ou cópia, em quaisquer meios e mídias e para quaisquer fins, e para solicitação de empréstimos, o interessado deverá seguir os procedimentos estabelecidos pela Política de Acervo do Museu. Para informações sobre empréstimo, reprodução e demais usos, entre em contato com a equipe do CEMIS através do Fale Conosco.



--Título:
Festival de Ópera do Theatro da Paz: Carmen / direção Cleber Papa.
Número do Item: Número de Registro:
- VB00157
Uso e acesso:
Consulta local sem agendamento
Autoridades: Classificação:
Cleber PapaDireção
Karl MartinDireção musical
David HigginsCenografia
Wagner Pinto Design
Ana UngerCoreografia
Data de Produção: Data de Lançamento:
2004 2004
Suporte/Formato:
DVD
Sistema: Cromia:
NTSC (National Television Standards Committee) Cor
Áudio: Produção:
Estéreo Nacional
Idioma: Classificação:
Francês

Sinopse/Descrição:

Primeiro ato

Praça em Sevilha, de um lado a fábrica de cigarros e de outro o quartel dos Dragões de Alcalá. Ao meio-dia há a troca de guardas e as operárias saem da fábrica. Entre elas está Carmen, uma cigana sensual, desejada por todos. Micaela está à espera de don José, um cabo da corporação, trazendo uma carta de sua mãe que deseja vê-lo. Em seguida, tendo voltado ao trabalho, as operárias fazem um grande tumulto e saem pedindo ajuda ao tenente dos Dragões, o oficial Zuniga, que ordena a don José que veja na fábrica a causa da confusão. Este retorna trazendo Carmen, que é presa por ferir uma colega numa briga. Carmen seduz don José, que a solta e é preso por isso.

Segundo ato

É noite na taberna de Lillas Pastia, onde Carmen, suas amigas, operárias, soldados e homens do povo se divertem. O bar está inflamado pela música, bebida e a atmosfera noturna quando é anunciada a chegada de Escamillo, um toureiro de Granada, que passa pela cidade para as touradas. As mulheres encantam-se com ele, inclusive Carmen, que espera don José. Após a saída de todos, os contrabandistas pedem a ajuda de Carmen e suas amigas para fazer entrar a próxima carga na cidade. Don José aparece e é convidado por Carmen a unir-se ao grupo. Ele reluta, mas após duelar com Zuniga, que voltara ao bar à procura de Carmen, sem escapatória, vê-se obrigado a desertar e a se unir aos contrabandistas.

Terceiro ato

Nas montanhas próximas de Sevilha, os contrabandistas, homens e mulheres se reúnem para entrar com o contrabando na cidade. Don José está arrependido e Carmen já não o suporta mais. Mercedes e Frasquita lêem a sorte nas cartas e só vêem futuro promissor. Carmen faz o mesmo e vê a sua morte. Don José fica de vigília quando aparece Escamillo, que conta estar tendo um caso com Carmen. Lutam e Carmen impede que don José mate Escamillo. Micaela, que fora à montanha procurar don José, lhe entrega uma carta de sua mãe, que está doente e quer vê-lo antes de morrer. Don José parte ameaçando Carmen e prometendo vê-la mais tarde.

Quarto ato

Ruas de Sevilha, próximo à Praça de Touros. É dia de corridas. Vendedores e o povo se misturam com a chegada das “quadrilhas” de toureiros. Entram o grande Escamillo e Carmen, como sua nova namorada. Todos dirigem-se à Praça de Touros, menos Carmen, que é avisada por suas amigas de que don José está ali e que é um perigo para ela. Carmen, sem temer nada, enfrenta don José dizendo que não o ama mais e se desfaz do anel que ganhara dele. Após este ato de desprezo, don José mata a cigana e chora sobre seu corpo.


Gênero:
Musical; Show; Entrevista