Notas Contemporâneas:Roberta Miranda - Auditório


Vídeo





O acervo do MIS está disponível apenas para consulta local gratuita. O usuário é o único e exclusivo responsável pelo respeito aos direitos autorais, personalíssimos e conexos das obras pesquisadas. É vedada a reprodução de obras originais ou cópias, no todo ou em parte, de qualquer forma e para qualquer finalidade, em conformidade com a Lei 9.610 de 19.02.1998


Para reprodução de qualquer obra, original ou cópia, em quaisquer meios e mídias e para quaisquer fins, e para solicitação de empréstimos, o interessado deverá seguir os procedimentos estabelecidos pela Política de Acervo do Museu. Para informações sobre empréstimo, reprodução e demais usos, entre em contato com a equipe do CEMIS através do Fale Conosco.



--Título:
Notas Contemporâneas:Roberta Miranda - Auditório
Número do Item: Número de Registro:
00821NTP00279VD -
Uso e acesso:
Consulta local sem agendamento
Coleção:
00821NTP - Notas Contemporâneas
Companhia Produtora:
Museu da Imagem e do Som de São Paulo
Autoridades: Classificação:
Roberta MirandaEntrevistado(a)
Cadão VolpatoEntrevistador(a)
Cleber PapaDireção
Vânia AlmeidaProdução
Rosana CaramaschiPesquisa
Yan MontenegroArranjo
Cibelle HespanholVoz
Jefferson PinaViolonista
Renato LeiteContrabaixista
Cleber PapaCuradoria
Renata LetíciaProdução
Cínthia BuenoFotografia
Letícia GodoyCinegrafista
João RabelloAssistência de câmera
Letícia GodoyCaptação de som
João RabelloCaptação de som
Letícia GodoyEdição de imagem
Jeferson MagalhãesEdição de áudio
Jeferson MagalhãesEdição
Diego ValverdeEquipe técnica
Bruno Café SforcimEquipe técnica
Luis Augusto NunesEquipe técnica
Local de Produção:
Museu da Imagem e do Som - São Paulo - Brasil
Data de Produção: Data de Lançamento:
04/11/2015 15/07/2016
Suporte/Formato:
Blu-Ray
Sistema: Cromia:
NTSC (National Television Standards Committee) Cor
Áudio: Produção:
Estéreo Nacional
Idioma: Classificação:
PortuguêsOriginal
Duração
1h 25min 57s

Sinopse/Descrição:

Com 29 anos de carreira, a cantora e compositora Maria Albuquerque Miranda, fala como que nasceu profissionalmente a Roberta Miranda; influenciada pelos pais que amavam Luiz Gonzaga, Ângela Maria e Dalva de Oliveira, começou a ficar fascinada pela música; natural de João Pessoa, capital paraibana, mudou-se para São Paulo aos oito anos de idade;

A Banda MIS interpreta “Vá com Deus”;

Recorda que esse sucesso surgiu na casa da Wanda, sua ‘mãe de coração’ que a acolheu durante cinco anos; com uma forte gripe, responde as perguntas do auditório, sobre o grande público que a acompanha em seus shows pelo mundo; quando criança foi vizinha do multi instrumentista Hermeto Pascoal; revela que aprendeu a tocar violão aos 16 anos, e sensibilizada com o acidente doméstico sofrido pela mãe no passado, começou a escrever suas primeiras composições;

A Banda MIS interpreta “Maria”;

Relata a sua experiência de 14 anos como crooner em bares e casas noturnas da época, onde se identifica com a música sertaneja;

A Banda MIS interpreta “Esperando Você Chegar”;

Descreve as dificuldades que passou antes de chegar ao estrelato; pela surpresa de todos, revela que começou a compor samba, bem antes do sertanejo, destacando Sônia Santos e Ruy Maurity como seus notáveis intérpretes; fala da “Majestade O Sabiá”, música que abriu as portas do sucesso, pois segundo a compositora, foi uma obra psicografada;

A Banda MIS interpreta “A Majestade O Sabiá”;

Á pedido dos fãs, Roberta dá uma ‘palinha’ em “Vamos Falar De Nós”; gosta muito de forró e bolero, influição para suas composições; menciona grandes diretores na qual trabalhou, como Bibi Ferreira, Abelardo Figueiredo, Vannucci, Bôscoli e Waly Salomão; com uma carreira internacional consolidada, divulga o seu projeto Tangos;

A Banda MIS interpreta “Lua de Angola”;

Retrucando ao auditório, fala de casos engraçados que lhe ocorreram nas redes sociais, e do seu amor à Roberto Carlos, de quem sonha em gravar uma música juntos;

A Banda MIS interpreta “De Igual Pra Igual”;

Lembra o seu disco “Tudo Isto É Fado”, gênero musical adquirido com a mãe que adorava a fadista Amália Rodrigues;

A Banda MIS interpreta “Meu Dengo” e para finalizar Roberta Miranda dá uma ‘palinha’ e canta “Acho Que Esqueci De Mim”.


Gênero:
Entrevista; Apresentação Musical
Descritores:
compositor (música); cantora; crooner; música sertaneja; sertanejo; MPB; samba; forró; bolero; fado; casa noturna; bar; preconceito; mulher; sucesso; nordeste; show; internacional; público; mídia; rede social; internet; rádio; televisão
Descritores Geograficos:
João Pessoa - Paraíba - Brasil; São Miguel Paulista - São Paulo - Brasil; Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil; Manaus - Amazonas - Brasil; Parintins - Amazonas - Brasil; Vila Mara - São Paulo - Brasil; Parque Sólon de Lucena - Paraíba - Brasil; Luanda - Angola - África; Sumbe - Angola - África; Nova York - Estados Unidos da América.; Londres - Inglaterra - Europa; Boston - Massachusetts - Estados Unidos da América; Joanesburgo - África do Sul - África; Canadá - América do Norte; Angola - África; África do Sul - África; Portugal - Europa; São Tomé e Príncipe - África; Argentina - América do Sul; Uruguai - América; Paraguai - América; Bolívia
Descritores Onomásticos:
Peppino di Capri; Luiz Gonzaga; Ângela Maria ; Dalva de Oliveira; Bienvenido Granda; Wanda Alves Sobrinho; Celia Moratori; Hermeto Pascoal; Pena Branca e Xavantinho; Cascatinha e Inhana; Chico Buarque; Bibi Ferreira; Sonia Santos; Ruy Maurity; Pula-Pula (cenotécnico); Taguaí (produtor); Abelardo Figueiredo; Augusto César Vannucci; Ronaldo Bôscoli; Waly Salomão; Roberto Carlos; Amália Rodrigues