O Batedor de Carteiras / direção de Aloísio T. de Carvalho.


Vídeo





O acervo do MIS está disponível apenas para consulta local gratuita. O usuário é o único e exclusivo responsável pelo respeito aos direitos autorais, personalíssimos e conexos das obras pesquisadas. É vedada a reprodução de obras originais ou cópias, no todo ou em parte, de qualquer forma e para qualquer finalidade, em conformidade com a Lei 9.610 de 19.02.1998


Para reprodução de qualquer obra, original ou cópia, em quaisquer meios e mídias e para quaisquer fins, e para solicitação de empréstimos, o interessado deverá seguir os procedimentos estabelecidos pela Política de Acervo do Museu. Para informações sobre empréstimo, reprodução e demais usos, entre em contato com a equipe do CEMIS através do Fale Conosco.



--Título:
O Batedor de Carteiras / direção de Aloísio T. de Carvalho.
Número do Item: Número de Registro:
- VB00264
Uso e acesso:
Consulta local sem agendamento
Autoridades: Classificação:
Aloisio T. de CarvalhoDireção
Aloisio T. de CarvalhoRoteiro
Zé TrindadeRoteiro
Zé TrindadeAtor
Violeta FerrazAtriz
Nancy WanderleyAtriz
Neide LandiAtriz
Armando NascimentoAtor
Companhia Distribuidora:
Programadora Brasil
Local de Produção:
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
Data de Produção: Data de Lançamento:
1958 -
Suporte/Formato:
DVD
Sistema: Cromia:
- PB
Áudio: Produção:
- Nacional
Idioma: Classificação:
PortuguêsOriginal
Duração
0h 84min 0s

Sinopse/Descrição:

Conhecida como "chanchada", a comédia cinematográfica brasileira de grande sucesso popular nos anos 1940 a 1960 revelou atores nacionais fundamentares, como Grande Otelo, Ankito e Zé Trindade. Talvez Trindade fosse um pouco menos célebre do que os anteriores, mas todos faziam quase sempre o mesmo tipo, em todos os filmes: o malandro simpático, baixinho, feioso, melífluo e conquistador inveterado. Neste filme, Trindade interpreta Benedito Esperidião dos Santos, vulgo "Mão-Leve", que, depois de se apaixonar por uma migrante nordestina recém-chegada ao Rio de Janeiro, tenta se regenerar. O filme faz uma crítica bem-humorada à "alta sociedade" brasileira, além de registrar a paisagem física e humana da cidade do Rio de Janeiro da época. O elenco traz também outro grande nome da chanchada, Violeta Ferraz. E nos números musicais (presença obrigatória no gênero) aparecem cantando Maysa Matarazzo e Jackson do pandeiro, entre outros nomes da música brasileira.


Gênero:
Ficção; Comédia
Descritores:
chanchada; cinema brasileiro; crime
Descritores Geograficos:
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil