Patápio / direção de Alexandre Palma.


Vídeo





O acervo do MIS está disponível apenas para consulta local gratuita. O usuário é o único e exclusivo responsável pelo respeito aos direitos autorais, personalíssimos e conexos das obras pesquisadas. É vedada a reprodução de obras originais ou cópias, no todo ou em parte, de qualquer forma e para qualquer finalidade, em conformidade com a Lei 9.610 de 19.02.1998


Para reprodução de qualquer obra, original ou cópia, em quaisquer meios e mídias e para quaisquer fins, e para solicitação de empréstimos, o interessado deverá seguir os procedimentos estabelecidos pela Política de Acervo do Museu. Para informações sobre empréstimo, reprodução e demais usos, entre em contato com a equipe do CEMIS através do Fale Conosco.



--Título:
Patápio / direção de Alexandre Palma.
Número do Item: Número de Registro:
- VB01191
Uso e acesso:
Consulta local sem agendamento
Autoridades: Classificação:
Alexandre PalmaDireção
Teresa Fazolo1º Assistente de direção
Alba ValériaPesquisa
Ricardo Cravo AlbinEntrevistado(a)
Milton TeixeiraEntrevistado(a)
Altaniro CarrilhoEntrevistado(a)
Antonio WaghabiEntrevistado(a)
Suporte/Formato:
DVD
Sistema: Cromia:
- Cor
Áudio: Produção:
- Nacional
Idioma: Classificação:
PortuguêsOriginal
Duração
0h 10min 0s

Sinopse/Descrição:

Dirigido pelo cineasta e professor da UFRJ, Alexandre Palma, o curta-metragem recupera a memória de um músico brasileiro pouco conhecido apesar do papel de destaque que representou no cenário do país, na virada do século XIX para o século XX.

No documentário, a trajetória brilhante é contada por meio de depoimentos que vão entrelaçando dados históricos e os cenários em que ele viveu- do interior do estado à capital do rio de Janeiro- com o virtuosismo musical de Patápio Silva. A narrativa poética privilegia o encantamento que a arte provoca, informando o espectador, mas sem pretensões didáticas.

Além dos depoimentos do museólogo Ricardo Cravo Albin e do historiador Milton Teixeira, o filme apresenta entrevistas com artistas consagrados como Altamiro Carrilho, que se considera discípulo de Patápio e Antonio Waghabi, o Magro do MPB4, Magro também nasceu na cidade do flautista homenageado, Itaocara, e começou sua carreira na Sociedade Musical Patápio Silva.

A Narrativa é acompanhada pelo processo de criação da estátua de Patápio, de autoria do artista Plástico Henrique Resende, que esta hoje exposta na praça central de Itaocara.


Gênero:
Documentário
Descritores:
música brasileira; flautista; história da música brasileira; curta metragem
Descritores Onomásticos:
Patapio Silva