Filme





O acervo do MIS está disponível apenas para consulta local gratuita. O usuário é o único e exclusivo responsável pelo respeito aos direitos autorais, personalíssimos e conexos das obras pesquisadas. É vedada a reprodução de obras originais ou cópias, no todo ou em parte, de qualquer forma e para qualquer finalidade, em conformidade com a Lei 9.610 de 19.02.1998


Para reprodução de qualquer obra, original ou cópia, em quaisquer meios e mídias e para quaisquer fins, e para solicitação de empréstimos, o interessado deverá seguir os procedimentos estabelecidos pela Política de Acervo do Museu. Para informações sobre empréstimo, reprodução e demais usos, entre em contato com a equipe do CEMIS através do Fale Conosco.



Quantidade de registros: 928

Um rapaz caminha numa rua qualquer, do centro quando sem razão aparente, cai morto. Não há mais vida. Existe porém, sentimentos. Melhor Direção e Melhor Direção de Arte no Festival de Gramado, 25, 1997, Gramado, RS.. Melhor roteiro para Goulart, José Pedro e Schunemann, Werner e Melhor ...
Ficção sobre o cotidiano suicida, dos moradores do morro da rocinha no Rio. A violência e a diversão nos bailes funks. No morro o esperto sobrevive. Um pastor, um traficante e uma policial unidos pelo funk.
Baseado no conto de Wilson Freire. Duas prostitutas, um taxista e dois fugitivos perigosos, estão no Recife e relatam a vida como ela é. As garotas apesar de viverem no mundo do crime são devotadas de Nossa Senhora da Conceição. Prêmio Especial do Júri no Festival de Recife, 4, 2000, PE.. ...
Dois amigos tentam chegar a um restaurante para jantar e se perdem no labirinto de grades, muros e cercas de uma cidade, chegando a conclusão de que estão perdidos.
Um casal muito engraçado discute sobre amor, morte e a compra de um túmulo. Comédia irônica. Prêmio Multishow no Festival Internacional de São Paulo, 1997, São Paulo, SP.
"Dois Homens. Dois amigos. Leo e Mário. Batimam e Robim. Uma situação limite. Um delírio suburbano de dois quase marginais. A fantasia que salta da história em quadrinhos para a periferia de São Paulo. Batiman e Robin no Brasil? Sem Batmóvel, sem Batcaverna, na batporrada e no bat38. Um caso ...
"A partir do nascimento de uma criança, nos dias de hoje, acompanhamos uma bem-humorada crônica histórica de Santos, desde a época de seu fundador, Pascoal Duarte da Costa." (FGR/24) "Nasce um descendente do fundador da Vila de Santos. Em enredo ficcional mesclado ao documentário, acompanhamos...
"Falso documentário, contando a história de Hilário Pestana. Passando por várias fases do cinema brasileiro, Pestana alcançou enorme sucesso nas comédias e foi um enorme fracasso nos filmes sérios." (FGR/24) "Morreu Hilário Pestana, o mais famoso, o mais engraçado e, por ironia, o mais tri...
Narciso, um garoto negro da periferia, ganha uma lâmpada mágica. Ao esfregá-la, surge um gênio, que lhe concede um único desejo: ser visto branco pelos brancos e negro pelos negros. A confusão começa quando um outro garoto, branco e rico, encontra a lâmpada e faz o mesmo pedido.
A vinda dos negros como escravos para a Bahia, no século XVI. Relembra a progressiva conscientização dos negros sobre as condições de jugo, as tomadas de posição e as sucessivas revoltas contra a dominação, através dos séculos.